É pequeno e acaba de chegar à casa, vocês estão emocionados, mas as dúvidas surgem. Nós vamos te ajudar a compreender e colocar em prática os melhores cuidados para a pele do seu bebê.

A pele do recém-nascido requer alguns cuidados especiais. Acaba de chegar ao mundo e mudou de um ambiente em que a temperatura era estável e seu meio natural era aquoso para um mundo cheio de estímulos e variações.

Uma das principais coisas que devemos nos preocupar quando são recém-nascidos é sua pele, sua derme ainda não está tão desenvolvida e é muito fina, por isso os cuidados naturais são fundamentais para isso. A camada córnea é a mais extensa da pele, e também a mais fina, o que faz com que sua pele seja mais permeável, por isso se torna necessário que os cuidados sejam realizados com produtos suaves, específicos para bebês e sem tóxicos.

A derme e a epiderme são duas camadas diferentes da pele, conforme vamos crescendo estas camadas vão se conectando mais, mas no início da vida essa separação faz com que a pele seja mais frágil e, portanto, requeira mais cuidados.

Então, temos uma lista de dicas para levar em conta no momento das rotinas de cuidado da sua pele que serão de grande ajuda quando o pequeno já estiver em casa.

Primeiros Cuidados Com o Bebê:

A hora do banho: a temperatura não deve ser nem muito fria nem muito quente, o ideal é que se encontre a 37 graus e que não dure muito tempo, cerca de cinco ou dez minutos de banho é mais do que suficiente. Os produtos devem ser sempre neutros, com fórmulas suaves que respeitem a pele do bebê.

A hidratação após o banho: é importante que os óleos e cremes que usamos para ajudar o bebê a recuperar a hidratação natural da sua pele sejam neutros, suaves e sem tóxicos.

A troca de fraldas: a pele do vunvum, devido ao uso da fralda e o cocô, se encontra em um ambiente de umidade e acidez, por isso devemos prevenir que apareça a conhecida como dermatite de fralda ou assaduras. É mais aconselhável lavar o bumbum com água ou gel de limpeza do que com toalhas umedecidas, já que estas ressecam a pele. É muito, muito importante a secagem e a posterior aplicação de um creme protetor e reparadora.

Crosta láctea: se produz pelo excesso de sebo no couro cabeludo e embora pareça complicado não costuma apresentar nenhum incômodo para o bebê. Para trata-la o melhor é massagear sua cabecinha, durante o banho, com um limpador especial.