As fissuras anais são pequenas feridas localizadas entre a mucosa e a pele do ânus do bebê que têm uma aparência de cortes superficiais. Vamos explicar mais detalhadamente o que são.

A maioria das fissuras são causadas por constipação, já que ao estarem por muito tempo no intestino, as fezes se tornam duras e volumosas, isso fará com que, ao passar pelo canal anal as bordas secas provoquem esses pequenos cortes.

Esse transtorno pode ser visto de duas maneiras; por um lado, se encontrarmos vestígios de sangue de cor vermelho vivo nas fezes, no vaso ou na fralda e, por outro lado, se a criança chora quando deposita as fezes ou não quer defecar para evitar a dor.

O Que Fazer Com as Fissuras Anais do Bebê

As fissuras anais costumam se manifestar mais ou menos entre os três ou quatro anos, mas se a criança sofre de constipação precoce, pode ocorrer em uma idade mais precoce; neste caso, costuma se produzir na etapa do desmame, já que neste momento as fezes adquirem uma consistência mais sólida.

A principal medida que pode ser adotada é modificar a dieta do bebê sendo mais rica em água e fibra com o objetivo de amaciar as fezes para evitar a dor. Por isso, você deverá fazer com que o seu filho beba água com frequência e deve comer verduras e frutas. Além disso, quando você limpa o seu bebê depois de defecar, deve limpar bem a área com um pano úmido. Nos casos mais graves, o pediatra poderá prescrever algum tipo de laxante suave para ajudar que a amaciar as fezes.

As fissuras anais costumam ser dolorosas e incômodas para as crianças, por isso como pais assim que perceberem qualquer sinal desse tipo, devem levar a criança ao pediatra para fazer um diagnóstico correto e aplicar o tratamento adequado para a criança.