Há alguns anos as recomendações referentes à alimentação infantil eram muito diferentes das atuais, e em muitos casos, as pesquisas e os avanços científicos proporcionaram grandes mudanças. A introdução de alimentos na dieta do bebê não deve ser feita, segundo a OMS, até os seis meses de idade, incluindo qualquer alimento e bebida que não seja o leite materno ou a mamadeira.

O suco de frutas não oferece absolutamente nenhum benefício nutricional aos bebês de seis meses, para eles, o leite materno é o melhor alimento. Isso é motivo suficiente para adiar o seu ingresso na dieta do bebê, portanto, não deve ser introduzido antes dessa idade.

Os sucos de frutas são bons para os bebês?

O suco industrial não tem vantagem alguma, nutricionalmente falando, sobre a fruta fresca, nem para os bebês de mais de seis meses, nem para crianças e nem mesmo para os adultos. De fato, algumas bebidas de frutas suplementadas com o leite, se tornam ricas em cálcio, mas faltam outros nutrientes presentes no leite materno ou no leite de vaca.

No entanto, o suco natural pode fazer parte de uma alimentação balanceada, sempre consumido em quantidades moderadas. A regra não vale para as bebidas de frutas, que nutricionalmente não são equivalentes ao suco de frutas natural. O consumo de suco ou bebidas a base de frutas em excesso está relacionado com o desenvolvimento de alguns sintomas como a diarreia, flatulência, além do surgimento da cárie dental.

De fato, para evitar e prevenir a cárie dental derivada do consumo excessivo, o suco não deveria ser ministrado em mamadeiras, o que faz com que o bebê beba o suco à vontade, e sim em copos, aos goles, e, nunca próximo à hora de dormir. O mais perigoso, é que o consumo de sucos está relacionando ao aumento de peso e a má nutrição.

Aumento de peso, porque possui quantidades elevadas de açucares simples e má nutrição porque a grande maioria dos micronutrientes fornecidos pela fruta natural não estão presentes nos suco de frutas. Tampouco é apropriado o seu uso como substituto da água para tratar a desidratação, nem para controlar a diarreia.

Os pais devem incentivar o consumo da fruta no lugar do suco de fruta em seus filhos. O trabalho dos pais é diferenciar os sucos de frutas, das bebidas feitas com os sucos ou poupas e ensinar a seus filhos a diferencia-las, reservar os sucos e as bebidas de frutas para as ocasiões especiais e incentivar o consumo diário da fruta fresca.