Um comportamento muito retraído pode esconder a insegurança e sentimentos de inferioridade, por isso, devemos buscar as causas e estimular a confiança em si mesmo.

A extroversão e introversão vêm com a personalidade, mas também se pode aprender a se comportar de forma mais aberta. Embora uma criança introvertida sempre vá preferir atividades solitárias ou com poucos amigos, não tem que ser uma pessoa tímida e retraída. Por outro lado, uma criança extrovertida, pode se mostrar retraída quando não se sentir segura. Em linhas gerais, um comportamento muito retraído mostra falta de autoconfiança.

O que leva uma criança normal a se retrair?

O medo do fracasso. Quando uma criança se sente pouco qualificada em determinada matéria, relações sociais, estudos, esporte, geralmente antecipa o fracasso, o que a leva a evitar a atividade relacionada, já que ninguém gosta de fracassar no que intenta. A criança se torna retraída em determinadas situações. Quando os sentimentos de inferioridade são generalizados, pode se mostrar retraída em todos ou em vários aspectos de sua vida.

Estratégias para restaurar a confiança:

É importante que os pais ajudem a seu filho a romper essa forma de pensamento, por um lado aumentando a sua autoestima e, por outro, mostrando a ele as vantagens de se comportar de forma mais ativa.

Dar responsabilidades compatíveis com a sua idade e capacidades. Pedir pouco a ele favorece a crença de “Meus pais não confiam em mim” e exigir demais supõem que, com frequência, se encontra com o fracasso, ou reforce as suas teses de pessoa sem valor.

Elogie as suas realizações. Deixe o seu filho saber que estão orgulhosos dele e de suas realizações. Também é positivo para a sua autoestima falar positivamente dele a terceiros.

Acabando com a importância dos fracassos. Assim, estará motivado a seguir em frente e não desistir.

O ensine a pensar positivo. Os pensamentos positivos sobre sei mesmo são importantíssimos. Uma maneira de ensinar a ter este tipo de pensamentos é reforça-los em voz alta com comentários como “eu trabalhei bem hoje”, “como ficou boa está torta” ou “estou contente porque sei usar melhor o computador”.