Nas crianças, os dentes de leite ou primários que começam a aparecer entre 4 e 5 meses de idade e se completam até os 3 anos de idade com um total de 20 dentes; um conjunto de 10 na parte superior e outro conjunto de 10 na parte inferior: um par de incisivos centrais, incisivos laterais, caninos, pré-molares e molares.

Depois de cumprir sua função de alimentação, desenvolvimento da mandíbula, desenvolvimento da fala e manter os espaços entre as raízes, esses dentes começam a cair entre 5 a 7 anos de idade para abrir caminho para os dentes permanentes.

As Funções dos Dentes de Leite São

Alimentação: começa com a boa mastigação garantindo uma boa digestão.

Desenvolvimento da mandíbula: o exercício de mastigação ajuda o desenvolvimento e o crescimento da mandíbula, a qual deve crescer para acomodar os dentes permanentes que são maiores.

Desenvolvimento da fala: o exercício de mastigação desenvolve os músculos na boca que tornam possível pronunciar corretamente as palavras porque favorecem a coordenação entre a língua e os lábios.

Manter espaços: entre as raízes para que os dentes permanentes cresçam no lugar e na posição ideal, conseguindo uma “mordida” correta.

Como na erupção dos dentes de leite, a queda tem uma ordem cronológica referencial, geralmente feita uma por uma e por pares, começando entre 5 e 7 anos de idade e continua até 10 a 11 anos de idade.

Tabela de Queda de Dentes e Nascimento de Dentes Permanentes por Idade

Superiores

Inferiores

Idade de queda do dente de leite Idade de saída de novo dente Idade de queda do dente de leite

Idade de saída de novo dente

Incisivo Central

7 ½ anos 7 a 8 anos 6 anos 6 a 7 anos

Incisivo Lateral

8 anos 8 a 9 anos 7 anos

7 a 8 anos

Canino

11 ½ anos 11 a 12 anos 9 ½ anos

9 a 10 anos

Primeiro Molar

10 ½ anos 10 a 11 anos 10 anos

10 a 12 anos

Segundo Molar

10 ½ anos 12 a 13 anos 11 anos

11 a 13 anos

Terceiro Molar

17 a 21 anos

17 a 21 anos

Primeiro Pré-molar

10 a 12 anos

10 a 12 anos

Segundo Pré-molar 10 a 12 anos 11 a 12 anos

Dentes Permanentes de Acordo com a Idade da Criança

Cada queda de dente pode trazer consigo desconfortos, inflamações e inclusive febre, por isso que alguns pais tentam reduzir o tempo entre o afrouxar do dente e sua queda, encorajando as crianças a movimentarem o dente frouxo para que se solte mais rápido com a história da fada do dente e do presente que deixará.

O ideal é que caiam naturalmente para que a criança possa se beneficiar das funções que cumprem os dentes de leite, e evitar lesões nas gengivas que causem dor e sangramento.

O dente permanente está sob a gengiva e quando começa a sair, pressiona o dente do leite, que pode se movimentar para um lado ou outro, fazendo com que se aproxime ou se separe dos dentes vizinhos, depois que o dente permanente sai mais, o dente de leite se afrouxa e cai. Neste momento, o dente permanente pode estar visível, caso contrário, levará alguns dias para ver sua erupção.

Por exemplo, no caso dos incisivos inferiores (os primeiros a cair), o dente permanente nasce atrás dos dentes de leite e no caso dos superiores à frente. De acordo com a idade, se move ocupando o lugar deixado pelo dente de leite e preenche o espaço vazio que antes existia porque os dentes permanentes são maiores que os dentes de leite.

Em todo o processo de queda e nascimento dos dentes permanentes, a dentição pode parecer torta, mas não é preciso se alarmar, geralmente conforme as peças dentárias vão sendo trocadas, estas irão se acomodando. Se isso não acontecer, você deve levar seu filho ao dentista para avaliar se é necessário um tratamento ortodôntico para prevenir ou corrigir algum problema.