Após nove meses de gestação, o bebê, conforme foi crescendo e se formando no útero materno, foi absorvendo vitaminas e minerais. Uma vez que nasce, a mãe imediatamente deve iniciar um plano de dieta para não apenas recuperar as energias e os nutrientes perdidos durante a gravidez, mas também garantir a qualidade e a quantidade adequadas de leite materno.

Como se Alimentar Após o Parto

Este plano nutricional deverá incluir porções extras de calorias (o mínimo em uma pessoa normal é 1.500, para isso é preciso adicionar cerca de 300 cal extras) e outros 70 ou 80 gramas de proteínas.

Além disso, um dos minerais mais absorvidos pelo bebê depois do nascimento é o cálcio, por isso a mãe deve recuperar os níveis baixos de cálcio, consumindo produtos que o contenham entre 4 a 5 vezes ao dia. O cálcio se encontra presente em produtos derivados do leite, como iogurte, queijo, manteiga, etc.

Um corpo bem nutrido é aquele que inclui em sua alimentação diária muitas frutas e verduras, por isso a dieta deve conter pelo menos uma xícara de verduras e uma de frutas.

O consumo de peixes e ovos, azeite de oliva e frutos secos proporcionará à mãe os ácidos graxos necessários e vitaminas para reparar as perdas de nutrientes, assim como para estimular a produção de leite de boa qualidade.

Também é importante consumir muito líquido, o que tem efeitos antioxidantes e diuréticos, além de ajudar a produzir leite; oito copos por dia, no mínimo, e não apenas de água, mas de sucos naturais.

Tudo isso não nos fará ganhar peso, mas o contrário. Através da produção de leite e amamentação, se estimula a perda de peso entre 4 e 5 quilos, também estimula para que o útero retorne ao seu tamanho original e a regulação do sangramento pós-parto, que dura em média 40 dias.