A vitamina C é essencial para manter um bom estado de saúde durante todas as etapas da nossa vida. Uma das mais importantes é a gravidez e a lactação, pois é necessária para que o nosso organismo possa criar colágeno, reparar os tecidos internos e externos da pele, e converter o ácido fólico em ácido folínico. Por tudo isso, uma mulher grávida deve consumir cerca de 70 mg de vitamina C por dia.

Importância da Vitamina C Para a Gravidez

A falta desta substância nos torna menos resistentes às infecções, que nossa pele se resseque, nosso cabelo caia e sangrem nossas gengivas, entre outras muitas consequências. Mas também pode acarretar situações mais graves, como um parto prematuro, especialmente se esta carência ocorre durante a segunda metade da gestação. E é que pode provocar uma ruptura da bolsa amniótica.

Por outro lado, esta vitamina desempenha um papel fundamental no processo de desenvolvimento dos dentes, gengivas e ossos. Isso é porque ajuda a absorver o ferro, necessário para a formação da hemoglobina. Além disso, favorece a metabolização das gorduras, e graças a ela podemos administrar os nutrientes necessários para o bebê, tanto durante a gravidez como durante o aleitamento.

A falta desta vitamina pode, também, acarretar infecções intrauterinas ou cervical vaginal. Enquanto que com ela fortalecemos nossas defesas e prevenimos doenças respiratórias. Também nos ajuda a melhorar a digestão.

No entanto, o excesso de vitamina C é tão prejudicial quanto a carência dela. Excedemos o limite quando consumimos mais de 2.000 mg por dia, algo muito frequente em mulheres que decidem tomar suplementos vitamínicos sem receita médica. Ironicamente, esse abuso pode causar uma deficiência desta vitamina no bebê, denominada escorbuto. Por isso, o melhor é que seja consumida através de alimentos saudáveis.

Por outro lado, diz-se que os suplementos de vitamina C ajudam a controlar a pré-eclâmpsia durante a gravidez. No entanto, alguns estudos afirmam que não reduz esse risco nem minimiza os seus sintomas, nem na mulher grávida nem em seu bebê.

No pior dos casos, as doses muito altas podem causar abortos espontâneos. Embora não seja cientificamente comprovado, existem profissionais que acreditam que os níveis elevados desta substância promovem a menstruação, levando a essas complicações.

A melhor forma de adquirir uma porcentagem saudável desta vitamina é fazê-lo mediante alimentos ricos na mesma, como frutas cítricas (limão, laranja, toranja, tangerina…). Morangos, banana, pêssego e abacaxi também são altamente recomendados.

Como você vê é muito importante a vitamina C durante a gravidez. Em todo caso, é importante verificarmos a nossa dieta com o médico e realizarmos as nossas revisões regulares, para que ele possa controlar os nossos níveis de vitaminas e nos aconselhar para que possamos adquirir os nutrientes necessários.