Na parte de trás, na horizontal e na vertical são as maneiras mais comuns de segurar a um bebê.
O colo tem muitos benefícios para o seu bebê, mas antes que planeje pratica-lo com o seu filho, tenha em mente que existem bebês que precisam de um contato ininterrupto, outros menos, uns que não toleram a posição horizontal, enquanto que para outros é a predileta; alguns só querem ser carregados em casa.
Tenha isso em mente para adaptar a sua rotina as suas necessidades.

Não há uma postura mais recomendada que outra, escolha a que ambos se sintam confortáveis, nunca se deve colocar o bebê virado para fora, uma vez que envolve a super estimulação e uma sensação de vulnerabilidade que causa stress. Você não deve coloca-lo tão encurvado, de um jeito que toque o seu peito com o queixo, já que restringe a sua capacidade de respirar, ou cobrir o seu rosto com um pano, porque você não poderá observar o que acontece a ele.

A postura vertical: Coloque o seu bebê no seu colo, com a cabeça apoiada sobre o seu peito, como se o abraçasse. Os joelhos devem se situar ao nível de seu quadril e encolhidos, como se estivesse de cócoras. É bom para aliviar as cólicas do lactante, pois facilita a expulsão dos gases e o calor do corpo do adulto diminui o desconforto que o bebê sente. É a que deve praticar se o seu filho for prematuro, tiver baixo peso, infecções respiratórias ou pouco tônus muscular.

A postura horizontal: É a mesma em que você pega a um recém-nascido que apoia em seu braço. Não é recomendada se vai carregar por muito tempo, pois a posição de suas pernas, juntas e encolhidas, dificulta o desenvolvimento dos quadris. De fato, nem todos toleram. Se você a escolher, a sua cabeça deve estar bem posicionada para que respire corretamente.

Na parte de trás: Vai permitir uma maior liberdade de movimentos. Os conselhos sobre a postura vertical, joelhos flexionados, ligeiramente acima dos quadris, são válidas também nesse caso. Se o carregar sobre o peito e passar o braço pelas costas, notará que o seu bebê se move nas primeiras vezes. Dê um tempo, só precisa se acostumar. E lembre-se que não tem que doer as suas costas, se doer é porque o bebê conforto está muito baixo, muito apertado e o tecido está retorcido.