Um dos principais motivos de consulta pediátrica, tanto em serviços hospitalares com em serviços de atenção primária, é a febre em bebês. A febre é a elevação da temperatura normal do corpo, mais de 38 C quando medida no reto ou mais de 37,5 C se medida na axila. De 37,5 a 38 C axilar é considerada febre. A causa mais frequente nas crianças é uma infecção viral.

O que os pais podem fazer se o bebê ou a criança tem febre:

O que fazer se o bebê está com febre. É aconselhável medir a temperatura com o termômetro. É verdade que os pais e mães sabem quando o bebê tem febre pela sua atitude, ao colocar a mão na testa ou nas costas, mas o pediatra vai perguntar o grau de febre e não pode ser algo aproximado. Só é necessário abaixar a febre se o bebê estiver desconfortável. Isto ocorre, geralmente, a partir dos 38-38,5 C. Também se o bebê tem antecedentes de crises febris é aconselhável não deixar subir muito a temperatura, embora o primeiro sinal de que o bebê esteja com febre seja a convulsão. Ocorrendo ou não uma convulsão, ela não tem relação com o grau de febre, mas com a suscetibilidade individual, e às vezes com as mudanças bruscas de temperatura.

Não se deve agasalhar a criança, se ela tiver frio é conveniente cobri-la para que se sinta melhor, mas sem abrigá-la em excesso. A temperatura da casa deve ser quente. Ofereça líquidos em abundância, sem forçar, já que o aumento da temperatura corporal aumenta as perdas de líquido corporal.
Use a dose de antitérmicos receitada pelo seu pediatra respeitando os intervalos entre as mesmas. Sempre que possível administre-os pela boca, não por via retal, uma vez que a absorção é mais precisa.

Segunda as últimas recomendações pediátricas não se devem alternar medicamento para tratar a febre. É aconselhável utilizar somente um nas doses adequadas.

Os banhos com água quente (medidas físicas) diminuem a febre. Podemos usá-los para ajudar os antitérmicos, mas sempre a uma temperatura de 2 graus a menos do que a febre do bebê. Não use compressas de álcool ou água fria.

Quando procurar o médico se o bebê está com febre:

  • Se o bebê tem menos de 3 meses de idade. Normalmente será solicitado uma analise de sangue e urina do bebê, uma vez que o risco de infecção grave é maior.
  • Se o seu filho está sonolento, apático ou, o contrário, muito irritado.
  • Se ele teve pela primeira vez uma convulsão.
  • Se ele se queixa de dor de cabeça intensa e vomita várias vezes.
  • Se a bebê respira com dificuldade, você vai notas as costelas, respira depressa ou faz ruídos incomuns ao respirar.
  • Quando aparecem manchas roxas na pele que não desaparecem ao pressionar (são petéquias, que podem ser um sinal de uma infecção grave).

Informação importante sobre a febre:

A febre não é ruim em si mesma, é um sinal de que há alguma patologia, geralmente infecciosa. É a forma de o nosso organismo lutar contra a infecção.

A febre não causa danos no cérebro até atingir a 42 C ou mais.

Os antitérmicos não curam a infecção, somente ajudam a criança se sentir melhor. Portanto o processo infeccioso seguirá o seu curso, apesar dos antitérmicos.