A fibra contém muitos benefícios para a saúde, ajuda a controlar o colesterol e a diabetes, previne a obesidade e especialmente, regula o transito intestinal, evitando a prisão de ventre. Os especialistas advertem: as crianças que apresentam dificuldades em defecar, geralmente têm uma dieta pobre em frutas, verduras, legumes e cereais.

Esses alimentos são precisamente os que mais contêm fibras, más não do mesmo tipo e na mesma proporção. Assim, as frutas e os legumes são especialmente ricos em fibras solúveis, que protegem o colesterol, e as verduras e os cereais em insolúveis, substâncias que favorecem o movimento intestinal. Por isso, ofereça uma alimentação variada que inclua o suficiente, cerca de 10 gramas diárias, de ambos os tipos de compostos. Deve introduzir esses alimentos de maneira gradual para evitar problemas intestinais como gases e cólicas.

Comece com vegetais:

Gradualmente, você poderá ir introduzindo em sua dieta, as verduras cruas, como saladas. Experimente o tomate e a cenoura, que contém mais fibras e produzem menos gases que, por exemplo, a alface. Não se esqueça de oferecer frutas, pera, morango, laranja, em cada uma das refeições diárias. Pode substituir parte do desjejum por suco de laranjas, más sempre sem coar, porque a fibra se encontra na polpa. O objetivo é chegar a cinco porções de frutas e hortaliças cruas recomendadas pelos pediatras e nutricionistas.

Sua dieta também deve incluir legumes, lentilhas, grão de bico, algumas vezes por semana. O arroz, as massas e o pão branco são cereais suficientes para satisfazer as necessidades das crianças. Se o seu filho está constipado, consulte o seu pediatra e se ele consentir poderá alternar os integrais com os brancos.