O seu filho se queixa de dores nas pernas? É possível que tenha as típicas dores do crescimento. Embora não sejam sintomas de nenhuma doença, são bastante incomodas. Descubra como reconhecê-las e alivia-las. As dores do crescimento são muito frequentes entre as crianças de 4 a 8 anos, afetam mais de 30% dessa faixa de idade, e afetam os seus membros inferiores, principalmente as coxas e panturrilhas. Apesar de ser benigna, de não ser nenhum sintoma de doença e de desaparecem de forma espontânea quando a criança completar 8 ou 9 anos, deixam os pais bastante ansiosos, que não sabem o que acontece com o seu filho.

Como reconhecer:

Acredita-se que ao crescer, os ossos provocam tensão nos músculos e nos tendões. O surgimento, muito intermitente, muitas vezes coincide com os picos no desenvolvimento físico das crianças.

As dores de crescimento apresentam alguns sintomas que podem ajudar a reconhecê-las.

1. São intermitentes, podem aparecer uma noite e desaparecer durante várias semanas, e inclusive meses.

2. A dor não se localiza em um ponto concreto, mas sempre nos membros inferiores. É bem difusa, por exemplo, um dia afeta a panturrilha direita e no seguinte, a coxa esquerda.

3. Aparecem a noite ou na última hora da tarde, nunca pela manhã.

4. Não são acompanhadas de outros sintomas, como vermelhidão ou inflamação da área dolorida, não se deve forçar a
criança a andar e nem impedi-la de mover as extremidades livremente.

5. Geralmente, a criança responde bem ao tratamento e alcança um grande alívio passados uns 10 ou 15 minutos.

Como aliviar:

As dores de crescimento melhoram com a aplicação de calor local na área afetada e massagens. O pediatra também pode considerar necessária a administração de analgésicos ou anti-inflamatórios.

Exercício, bom ou ruim?

Há um tipo de exercício que pode melhorar ou prevenir o surgimento das dores. São os alongamentos musculares, que os pais podem fazer em seus filhos antes de dormir e depois da prática de atividades físicas. Você deve fazê-lo enquanto a criança estiver deitada, flexionando os joelhos e esticando os joelhos e tornozelos.