Aprendendo técnicas de comunicação pré-natal, você vai conseguir estimular o cérebro de seu bebê antes do nascimento. E, além disso, você vai se sentir tão próxima dele, que vai começar a amá-lo com todo o seu coração.

Envolva-o através do tato:

Você relaxa, ele relaxa. Assim atuam as massagens que você recebe durante a gravidez. As costas, as pernas e o pescoço, são as zonas do corpo que ficam mais “carregadas” ao final do dia, e uma boa massagem vai te aliviar e reconfortar. E considere que em estado de relaxamento, o corpo libera endorfinas, hormônios que funcionam como potenciadores do bem-estar, e, além disso, favorece a circulação sanguínea, o que resultará em maior quantidade de oxigênio e nutrientes que chegará até seu filho através da placenta.

Mas, sem dúvida, a massagem que mais chega ao seu bebê é a que o seu parceiro faz em sua barriga. Por volta da semana 30, o seu futuro filho terá desenvolvido altamente o sentido do tato, de tal maneira, que perceberá as distintas pressões feitas em seu ventre. É sensível a tal ponto que, com o ultrassom, foi comprovado como o bebê termina reconhecendo quem o acaricia, e assim move o seu corpo ou responde com um pontapé no lugar onde a mãe, e não outra pessoa desconhecida põe a sua mão.