A paciência é uma grande virtude que a criança deve aprender porque nenhuma nasce paciente. Para contar para o seu filho: Existem animaizinhos que trabalham de maneira paciente e laboriosa como, por exemplo, as aranhas e as formigas.

A aranha tece a sua teia com grande paciência e faz porque está serve como armadilha para capturar insetos para se alimentar, se ela não tivesse paciência simplesmente morreria de fome.

As formigas tão pequenas e laboriosas arrastam pedacinhos de pão ou de folhas por um longo caminho até o formigueiro e pacientemente durante muitas horas fazem a mesma coisa, vem e vão com a sua carga. Se as formigas não tivessem paciência, elas juntamente com o seu formigueiro morreriam.

Os caracóis, quanto estão em perigo, escondem o seu corpo dentro da concha e se fecham. Os caracóis se fecham dentro da concha quando não há umidade, e permanecem assim até que as condições mudem. Deste modo, podem sobreviver durante longos períodos de seca. Se os caracóis não tivessem paciência seriam comidos por um animal maior ou morreriam em tempos de seca.

Você viu como é importante ter paciência para conservar a vida? Com a gente acontece o mesmo. Se não tivermos paciência para cruzar as ruas, se os motoristas não esperarem a luz vermelha nos semáforos, os carros colidiriam e poderiam se ferir ou até mesmo morrer.

Você já ouviu esse conselho que é dado aos motoristas de carro “Mais vale perder um minuto na vida, que a vida em um minuto”? O que significa essa frase?

Deixe que o seu filho se expresse livremente e depois, explique o que este conselho quer dizer.

Pergunte ao seu filho:

O que seria da aranha se não tivesse paciência para tecer a sua teia?
O que aconteceria com a formiga se não tivesse paciência para fazer o seu trabalho?
O que seria dos caracóis se não tivesse paciência para ficar por longos períodos de tempo fechados em sua concha?