Os sorvetes, aperitivos e lanches ao ar livre, no verão, seguir uma dieta saudável parece missão impossível. No entanto não é se você for uma gestante precavida. Na gravidez não obrigue a se privar destes “vícios de verão” que você tanto gosta, mas sim a agir com bom senso. Seja prudente na hora de escolher os alimentos para você e para o bebê e lembre-se de que as altas temperaturas podem acabar com um prato de aparência apetitosa.

Os alimentos com maior risco:

Nesta época do ano, as intoxicações alimentares estão na ordem do dia. As altas temperaturas são o principal aliado das bactérias como a salmonela, que crescem e se multiplicam rapidamente com o calor.

Elas podem ser encontradas em alimentos de origem animais mal cozidos ou crus e na água não clorada, sem alterar a cor, sabor e nem o aspecto destes. A única maneira de evitar ingerir alimentos em mal estado é se assegurar de que está bem cozido. Portanto, dispense a carne, peixe, marisco, frango e ovos dos cremes de padaria. A salada de batata e maionese só deve ser consumida em casa ou em lugares de confiança.

Os sorvetes:

O ideal seria que os principais ingredientes fossem a fruta e o leite, mas na realidade é que o autêntico protagonista dos sorvetes é o açúcar, o que o descarta como remédio para acalmar a sede. Uma boa idéia é prepara-lo em casa com a fruta e o mel ou frutose em vez de açúcar. Os de melancia e melão são muito refrescantes. Triture a fruta que mais gostar, com o suco de meio limão, adoce e coloque a mistura em uma forma e leve ao freezer. Quando começar a endurecer, mecha de vez enquanto para tirar os cristais de gelo que se formam. Quando estiver quase congelado, volte a mexer bem e coloque de novo no freezer até que o sorvete fique pronto. Você vai ter um alimento rico em vitaminas e minerais.

A água:

Se você está em viagem e tem dúvida da qualidade da água da torneira, escolha a envasada. Não se esqueça de que deve lavar com ela, as verduras da salada e as frutas e se não tiver garantias suficientes dispense as verduras e descasque bem as frutas antes de consumir. Em bares e restaurantes, peça sempre água mineral e esqueça os cubos de gelo.

Os aperitivos e salgadinhos:

O aperitivo é a estrela das festas e não é preciso dispensar esse pequeno prazer. E sim de consumir os que engordam menos. Os salgadinhos que você deve verificar com uma lupa são os que podem estragar com esse calor. Verifique se não permanecerem horas expostos sobre o balcão, sem refrigeração.

Evite as porções que levam molho e maionese:

As tortas dos estabelecimentos não são feitas com ovos e sim com uma espécie de substituto em pó para evitar que o alimento estrague. No entanto, para maior segurança pergunte primeiro.

A comida de Fast Food:

Pizzas, hambúrgueres e sanduíches, não são os alimentos mais saudáveis para uma mulher grávida, mas são um recurso útil para um almoço ou jantar improvisado. Não tem problema comer de vez em quando, mas como sempre ficam aquém de algum nutriente, especialmente vitaminas e minerais, complete com uma salada ou fruta e um iogurte de sobremesa.

A comida requentada:

É normal nos preocuparmos com o que comemos fora de casa e de esquecermos que as intoxicações alimentares são frequentes também dentro de nossa casa.

Lave bem as mãos antes e depois de cozinhar e em cada interrupção que fizer, para atender ao telefone, abrir a porta, etc e mantenha bem limpa as superfícies e os instrumentos de trabalho.

Abaixe a temperatura de seu freezer para garantir uma refrigeração correta dos alimentos que estão armazenados nele. Procure consumir os pratos logo após ficarem prontos. Se precisar esperar, guarde o prato na geladeira e certifique-se de aquecer bem. Se você fizer no microondas, espere que ferva uns minutos antes de retirar.