Os alimentos crus estão na moda. Mas na gravidez, é conveniente tomar algumas precauções para prevenir o risco das infecções associadas ao seu consumo. Alimentos como estes:

As frutas e verduras consumidas cruas proporcionam muitas vantagens na gravidez. Em alguns casos, você vai precisar descascá-las, mas procure consumi-las com a casca. Dessa forma, fornecem um rico teor de vitaminas, óleos essenciais, água, fibra e poder saciante não alterados pelo calor. Devem ser cuidadosamente lavados para remover a sujeira e os vestígios de pesticidas e fertilizantes.

Se você quiser garantir a limpeza, acrescente uma gota de água sanitária para desinfetar os alimentos. Outros alimentos crus são mais problemáticos. Vamos revisar os mais frequentes.

Carne crua ou mal cozida. Se você é fã de bife tártaro ou se gosta de carne quase crua, até se confirmar que você é imune a toxoplasmose, não deverá consumi-la. Na cozinha, tome cuidado com a manipulação da carne crua. Mantenha sempre as mãos limpas e também os utensílios que estão em contato com ela e lave bem as mãos quando terminar.

Embutidos e presunto. São fabricados com carne crua e também não deverá consumi-los até os resultados do teste de toxoplasmose. Em vez disso, pode comer presunto de York, peru ou fiambre, que são elaborados com carne cozida.

Peixe cru. Podem conter larvas, um parasita de peixes que provoca reações de hipersensibilidade em algumas pessoas e perdem a sua capacidade alergênica quando o peixe é congelado.

Além disso, os peixes crus devem ser manipulados e armazenados adequadamente para evitar intoxicações alimentares, por isso recomenda-se evitar comer sushi ou tartar fora de casa durante a gravidez. Também convém evitar comer mariscos, incluindo as ostras, mexilhões e mariscos cozidos.

Maionese. Se for caseira, deve consumi-la recém-preparada para evitar o risco da salmonela. Lave bem o ovo antes de quebra-lo, podem conter germes e não use a casca para separar a gema das claras. Nos restaurantes, verifique se a maionese das saladas ou de qualquer outro prato é caseira.
Lácteos elaborados com leite não pasteurizado.

A listeriose é uma infecção rara. A bactéria que causa a infecção é encontrada em carnes e produtos lácteos elaborados com leite cru como alguns queijos, o camerbert, brie ou roquefort, o feta e alguns queijos pastosos.