Cuidados com os maus conselhos. O seu peito é capaz de produzir a quantidade de leite necessária para alimentar o seu bebê, não é preciso tomar qualquer medida para isso. Existem alguns conselhos que podem ser úteis. A cerveja e chás não vão aumentar a produção de leite para compensar o consumo.

A cerveja estimula a secreção de leite:

Mito. É certo que a cerveja favoreça a liberação de prolactina, um hormônio essencial na amamentação, o aumento da sua produção é devido a um polissacarídeo da cevada. No entanto, o conteúdo do álcool da cerveja, passa para o leite e chega ao bebê. Esqueça a cerveja como aperitivo até que o seu bebê passe para a mamadeira.

A couve sobre o peito alivia a tensão das mamas:

Verdade. É diurética, antidiarreica, é usada para o tratamento de úlceras, resfriados e melhora a rouquidão, também possui propriedades anti-inflamatórias. Se o leite provocou tensão nos seios, lembre-se de esvazia-los corretamente, a maneira mais eficaz de solucionar o problema é dando de mamar e usando o extrator. Esmagar uma folha de couve sem o nervo central e aplicar diretamente sobre o peito também aliviará está sensação.

Os chás aumentam a produção de leite:

Verdade. Alcachofra, anis, alecrim ou salsaparrilha são algumas das plantas medicinais que podem ser citadas como galactogogos que aumentam a quantidade de leite, e quando são consumidas regularmente, poderiam reduzi-la devido aos flavonoides e a sua atividade estrogênica. Se falarmos de outras, como a alfafa, a Amapola e o famoso anis estrelado que durante décadas aliviou os gases de milhões de bebês, contem produtos tóxicos que poderiam prejudicar tanto a mãe como o bebê.

Com peixe, o leite será melhor:

Meia-verdade. O peixe é rico em ômega-3, um ácido graxo essencial na dieta diária, que na gravidez e na amamentação, estão envolvidos no desenvolvimento do cérebro e na visão do bebê até os três anos de idade. Coma peixes oleosos pelo menos duas vezes por semana, exceto as sardinhas. Este tipo de óleo é encontrado em todos os pescados desse tipo, como o salmão, mas também no marisco e em alguns óleos vegetais, como a soja por exemplo.

Os aspargos modificam o sabor do leite:

Verdade. E também o alho cru, a cebola e os alimentos picantes. Mas, isto não significa que você tenha que eliminá-los radicalmente da sua dieta. Pode ser que o seu filho goste desse novo sabor. Além disso, é bom ele se familiarizar com a maior variedade de sabores possíveis. Exclua somente se o seu bebê recusar o peito.

É preciso aumentar a ingestão de leite para repor o consumido pelo bebê:

Falso. Durante a gravidez, o seu ginecologista recomendará o consumo de 750 ml de leite por dia, substitua por iogurte e queijo, para um correto fornecimento de cálcio. Que pode ser obtido também dos vegetais de cor escura, sementes, nozes ou peixes. Continua amamentando, mas não é necessário aumentar a ingestão para repor o leite consumido pelo seu filho.