Na gravidez a sensação de fome a visita com frequência, mas é preciso se cuidar. É permitido “beliscar” durante estes meses? O que se pode comer em “caso de emergência”? Organize o seu menu e aprenda a comer de maneira saudável também entre as refeições.

Durante a gravidez você passa por momentos em que não quer comer nada e outros em que assalta a geladeira às escondidas, isso é muito comum. É comum que o comportamento alimentar da futura mãe se ajuste um pouco as necessidades reais dela mesma e de seu filho. Felizmente, a natureza é sábia e se ocupa de fazer os ajustes necessários na alimentação para ambos, para que as suas necessidades nutricionais sejam as mais corretas possíveis. Mas você também pode fazer a sua parte, tentando comer de maneira racional.

Fome o tempo todo.

Se mesmo comendo normalmente, e ingerindo uma fruta ou um lanche, você volta a sentir fome em pouco tempo, nós recomendamos que você siga estes passos.

Reavalie a sua dieta:

Se você se alimenta bem no café da manhã, não deveria sentir fome até a hora do almoço. Estes são os alimentos e as quantidades que você deve comer na primeira alimentação do dia: 1 porção de produtos lácteos (com café ou cacau se você preferir), 1 iogurte ou 150 gramas de queijo fresco, cereais (60 gamas de pão ou cereais), 1 fruta ou suco. Você precisa de uns 15 minutos para tomar o seu café da manhã perfeito. Quando for impossível tomar o café da manhã assim, reserve parte de sua porção de cereais ou fruta para o lanche da meia manhã, que pode consistir em uma fatia de pão com uma fatia de queijo ou 1 maçã e um iogurte.

Você passa muito tempo sem comer entre o café da manhã e o almoço? Se este for o seu caso, você deverá fracionar mais as refeições e fazer dois lanches antes da refeição principal, para que não transcorra mais de quatro horas entre cada uma. Por exemplo, café da manhã às 7 horas, deixe a fruta para as 10 horas e às 13 horas coma um pedacinho de queijo, atum ou presunto e um punhado de frutas secas. Assim, poderá comer a refeição principal com uma salada, um prato de massa com molho de tomate e um pouco de peixe, por exemplo.

Se você precisar beliscar, tente estes truques:

Beba água. Na hora do café da manhã você pode substituir a fruta por um copo de suco, de não mais que duas frutas, mas não faça o mesmo entre as refeições. Os sucos não tem a fibra contida na fruta e que ajuda a saciar a fome.

O pão do lanche deve ser integral pela mesma razão. Se você estiver trabalhando sentada, levante e caminhe por um tempo e se estiver em casa, saía para dar uma volta. Muitas vezes a tentação é produzida pelo tédio.

Jantar. Se a tentação aparece à tarde, é fácil vencê-la com um lanche e o jantar. O primeiro consistirá em um iogurte ou um copo de leite, pão e fruta. E quanto ao jantar, lembre-se de que deve ser leve e conter os principais grupos de alimentos, cereais, verduras, peixe ou ovos e salada ou fruta. Antes de deitar, tome um copo de leite.

Os lanches mais saudáveis. As frutas secas fornecem gorduras boas e minerais como o cálcio (especialmente as amêndoas). Não abuse delas porque são calóricas. Coma em pequenas quantidades e tostadas, porque cruas, são indigestas e de preferência sem sal. Biscoitos de cereais. Eles são de arroz ou mesclados de vários cereais. Fornecem açúcares complexos, vitaminas do grupo B e fibra.

Fruta. Na gravidez, você deve comer de 3 a 4 porções de frutas por dia e dar especial importância às cítricas, porque você precisa de mais vitamina C que antes. Não se esqueça de lavá-las bem.

Lácteos: A ingestão diária recomendada é de 750 ml por dia, ou o seu equivalente em iogurtes ou queijos. Leve em conta que 200 ml de leite equivalem a 125 gramas de queijo fresco, 40 gramas de queijo meia cura ou dois iogurtes. Aproveite esses momentos de fome para completar a sua porção diária.