Ganhar peso na gravidez e fazer que com que esse peso seja saudável, é tão importante para a saúde de seu filho como para a sua própria. É conveniente engordar de maneira adequada, sem obsessão com os quilos.

O que pode acontecer se você engordar muito?

Na gravidez: Acumulará uma grande reserva de gordura, o feto vai utiliza-la e também crescerá mais do que o recomendado.

No parto: Dar a luz a um bebê grande vai ter mais complicações, entre elas, vai prolongar o trabalho de parto e causar o aumento da taxa de parto instrumental, fórceps.

Após o parto: Vai se mais difícil de perder a reserva de gordura, especialmente se não amamentar o seu filho. Você vai levar da gravidez uns centímetros de lembrança que se alojaram na cintura e quadris. Mesmo com a dieta, será difícil de perdê-los.

E se apenas ganhar peso:

Na gravidez: Você vai construir uma reserva de gordura insuficiente para alimentar o seu filho e atender as suas necessidades metabólicas básicas. Como o seu organismo tenta suprir primeiro as suas próprias, vai tirar dessa reserva. Chegando ao terceiro trimestre, quando o futuro bebê reclamar a sua “porção”, vai encontrá-la praticamente esgotada.

No recém-nascido: O baixo peso ao nascer é comum entre as mulheres com um ganho de peso abaixo dos 6 kg.

Depois do parto: Você vai enfrentar a amamentação sem essa reserva de gordura, muito necessária para fabricar o leite.

O ganho de peso ideal:

Os especialistas recomendam chegar ao parto com 9-13 kg a mais do que antes da gravidez. No que eles se baseiam? Este limite não é rígido, mas ajustado em função da constituição de cada mulher. Assim, é aconselhável engordar um pouco mais, uns 14 kg, as magras ou que estão abaixo de seu peso ideal, com o objetivo de que o crescimento fetal seja adequado, e limitar o ganho a 6 ou 8 kg, nunca menos, as que estão acima do peso. Tem se observado que, espontaneamente, as mulheres com excesso de peso reduzem a ingestão de calorias durante a gravidez e engordam menos e as mais magras aumentam.

É um fato que foi comprovado em numerosos estudos. De acordo com um deles, as mulheres grávidas corpulentas reduzem a ingestão de calorias habitual em 300 calorias a partir da sexta semana, e a as de constituição média mantém a mesma de antes da concepção. O ganho de peso médio que diferentes autores têm observado na maioria de constituição normal oscila entre 11 e 12 quilos, um número bastante saudável.